Congresso – “Portugal, um país aberto às Línguas”

Projeto Erasmus+ abre portas das escolas de Vila Verde à Europa.

A Escola Secundária de Vila Verde acolheu, no dia 11 de abril de 2018, um congresso sobre o estudo bilingue, inserido num dos três projetos europeus que está a desenvolver. Mas, são várias as escolas do concelho a integrar outros projetos.

Mais de uma centena de docentes da região Norte e de Espanha participaram, na Escola Secundária de Vila Verde, no congresso sobre o estudo bilingue e as novas tecnologias. A iniciativa integrou-se no plano de ação de um dos projetos Europeus Erasmus+ que a escola está a desenvolver no presente ano letivo.

Este projeto, desenvolvido em parceria com o Instituto El Pomar de Jerez de Los Caballleros, de Espanha, tem com objetivo a partilha de experiências com o país vizinho, potenciando a divulgação das duas línguas em cada um dos países.

Este é apenas um dos três projetos Erasmus+ que a escola está a desenvolver no presente ano letivo. Um deles alicerçar-se na formação de docentes onde, através de mobilidades entre diversos países, procura-se promover a troca de experiências e formação em várias áreas disciplinares.

O último está mais direccionado para os alunos do ensino profissional onde o objectivo é colocá-los em contacto com novas realidades de formação e novos contextos de estágio.

João Graça, director Escola Secundária de Vila Verde, diz que o envolvimento da escola em projetos europeus de mobilidade, com a troca de práticas e experiências reflecte a vontade desta comunidade de construir uma nova forma de fazer a escola, de abrir as suas portas a todos, partilhando aquilo que fazemos de melhor, mas também vermos o que os outros fazem de melhor.

O dirigente escolar diz que é esta a linha de inovação e de partilha que a escola pretende seguir, demonstrado que não pode estar fechada em si mesmo, mas aberta a novas experiências e a novos públicos.

Presente neste congresso, a vereadora da Educação da Câmara de Vila Verde sublinha que, este ano letivo, as escolas do concelho estão envolvidas numa avalanche de projetos Erasmus+. Tem sido muito interessante ver que todos trabalham com temáticas diferentes, abrindo o concelho a novos conceitos europeus, diz Júlia Fernandes.

Este slideshow necessita de JavaScript.