Clube de Ciência e Viva

Os Clubes Ciência Viva na Escola são espaços de ciência abertos a toda a comunidade, para promover o acesso a práticas científicas inovadoras. 

As áreas do conhecimento abrangem maioritariamente ciências naturais, físico-química e matemática, com forte incidência também em ciências sociais e humanas,  sendo privilegiada a interdisciplinaridade entre os vários grupos de docência. 

Os Clubes Ciência Viva na Escola potenciam a cooperação entre sistemas formais e não formais de educação, constituindo parcerias sólidas com instituições científicas e de ensino superior, autarquias, centros Ciência Viva, empresas, museus e outras instituições culturais.  

Objetivos:

  • Contribuir para a literacia científica e tecnológica dos alunos e da comunidade educativa, incluindo famílias e restante comunidade local, proporcionando ambientes formais e não formais de aprendizagem que estimulem o entusiasmo pela ciência e pela aprendizagem ao longo da vida; 
  • Contribuir para a modernização dos modelos e estratégias de ensino usados pelos professores, nomeadamente através da interdisciplinaridade, trabalho prático e experimental, contextualização do conhecimento e o desenvolvimento de competências científicas relevantes; 
  • Promover a articulação entre o ensino formal e não formal, entre ciclos de escolaridade, entre disciplinas e entre escolas, gerando lógicas organizativas mais flexíveis; 
  • Fomentar a abertura da Escola à comunidade local, através do incentivo ao estabelecimento de parcerias com instituições científicas e de ensino superior, autarquias, centros Ciência Viva, empresas, museus e outras instituições culturais; 
  • Estimular a partilha de conhecimentos, experiências e boas práticas entre escolas de Agrupamentos diferentes. 
  • Desenvolver atividades de índole científica com os alunos; 
  • Promover abordagens científicas numa perspetiva espácio-temporal agregadora de conhecimentos de diferentes áreas da ciência; 
  • Vocacionar os alunos para as áreas científicas e tecnológicas; 
  • Realizar iniciativas que despertem nos alunos o gosto pela Ciência e Tecnologia; 
  • Promover a comunicação de ciência nas escolas; 
  • Fomentar o espírito crítico; 
  • Estimular a curiosidade e conhecimento acerca da produção científica produzida, a fim de se perceber o verdadeiro impacto.